Domina o cruel ciclo de sono-stress

Orientação

O sono e a saúde mental estão numa relação a longo prazo conturbada. Simplifica a luta para progredires.

Última atualização: July 6, 2022
Leitura de 6 min
  • O stress é uma barreira legítima em relação a um sono adequado e, quando o teu sono começa a ser prejudicado, o mesmo acontece com a tua capacidade de lidar com o stress.
  • Mudanças simples no teu ambiente e na tua rotina podem melhorar o teu sono e maximizar o teu progresso de treino.
  • Dizer não a uma bebida à noite e trocar a televisão por um romance pode ajudar a impulsionar uma boa noite de sono.


Continua a ler para saberes mais…

Como estão relacionados o sono e o stress?

A vida acontece, o que significa que o stress acontece. Por vezes, é a curto prazo, como quando tens demasiadas tarefas para fazer. Outras vezes, o stress dura mais tempo (por exemplo, em caso de despedimento, um susto de saúde e problemas num relacionamento) e a única coisa que sofre mais do que a tua mente é o teu sono. Existe uma razão psicológica e verdadeira para tal, e compreenderes o que se passa pode ajudar-te a dormir o suficiente para fazeres progressos rumo aos teus objetivos de bem-estar.

De que forma o stress prejudica o sono

As situações stressantes ativam o teu sistema nervoso simpático, também conhecido como a resposta de lutar ou fugir, para enviar o sinal ao teu cérebro de que algo está errado, o que estimula a libertação de cortisol, a hormona do stress. Isto é bom se houver uma verdadeira ameaça à tua sobrevivência (por exemplo, um carro não para no sinal STOP e tens de sair rapidamente do caminho). No entanto, pode ser um obstáculo legítimo se estiveres a tentar descansar para ir dormir, explica Jennifer Martin, doutorada, especialista clínica em sono e professora de medicina da UCLA. Quando te deitas depois de um momento, dia ou semana stressante e não fizeste nada para baixar os níveis de cortisol, é como tentar dormir com um urso fora da tua tenda, afirma Martin. Não vai acontecer nada. Não importa se esse urso tem a forma de uma crise económica, um exame em que precisas de ter boa nota para passar à disciplina ou uma discussão com o teu melhor amigo. "O nosso cérebro reage da mesma forma: mantém-nos acordados", acrescenta.

Como estão relacionados o sono e o stress?

De que forma o sono (perdido) provoca stress

Agora, a outra face da moeda: provavelmente já reparaste que te sentes pior quando não dormes bem, sendo ainda mais difícil lidar com o stress. É um ciclo vicioso. Isto acontece porque o sono regula o sistema de reação ao stress do teu corpo, explica Martin. A falta de sono pode manter essa reação ao stress ativada, o que te pode fazer sentir ainda mais angústia. Além disso, a privação de horas de sono pode provocar irritabilidade, ansiedade, alterações de humor e diminuição da concentração, afirma Meredith Broderick, licenciada em medicina, médica certificada em medicina do sono, neurologia e medicina comportamental do sono.

Durante o sono, o teu cérebro também limpa os detritos mentais que podem tornar o pensamento, o raciocínio, a compreensão e a perceção mais lentos. Ao mesmo tempo, consolida as memórias e os conhecimentos, entre vários outros processos fisiológicos que promovem o equilíbrio nas partes do cérebro que controlam as emoções e o humor, afirma Broderick. Se tudo isto deixar de acontecer, é possível que experiencies um grande revés na tua jornada de bem-estar.

Embora apenas uma noite mal dormida possa fazer com que te sintas em baixo no dia seguinte, o verdadeiro prejuízo para o teu estado mental acontece após cerca de quatro noites consecutivas de sono perdido, afirma Martin. "Algo que é um pouco frustrante pode tornar-se esmagador e, de repente, desafios interessantes transformam-se em problemas bastante difíceis", explica Martin. Os teus pensamentos são mais negativos quando sentes cansaço, acrescenta. Um estudo publicado no Journal of Sleep Research demonstrou que as pessoas que dormiram mal durante cinco dias tinham uma perceção mais fria de imagens agradáveis. Podes também sentir maior irritação com as pessoas e menor motivação para cumprir os teus hábitos saudáveis comuns, afirma.

Se sentes que esta situação te está a acontecer demasiadas vezes, eis algumas dicas que podem ajudar a estabilizar o teu sono e o stress.

  1. Evita beber álcool.
    Levanta o braço se bebes um copo de vinho ou uma cerveja para te tentares acalmar antes de ires dormir. Muitas pessoas recorrem ao álcool para tentar fugir ao stress, sobretudo à noite, afirma Martin. Acham que as vai ajudar a adormecer, mas beber álcool é só mais um entrave a um sono adequado. "O álcool engana. Inicialmente, faz com que sintas descontração e tenhas sono, mas, cerca de três horas mais tarde, enquanto o metabolizas, faz-te sentir mais alerta e perturba o teu sono", explica. Em vez de beberes um copo de vinho à noite, opta por um chá de ervas sem cafeína (por exemplo, de camomila), algo que te vai ajudar a dormir melhor, como alguns estudos sugerem.
  2. Mantém tudo o que provoca estímulos fora do teu quarto.
    O quarto onde dormes deve ser um ambiente tranquilo para descansares e relaxares. Não deve ser (ênfase no não) o centro da atividade, onde trabalhas, estudas, pagas as contas, vês as notícias ou tens discussões, afirma Martin. Quanto mais conseguires separar a fonte do teu stress do teu santuário do sono, melhor conseguirás distanciar psicologicamente o stress do teu sono, explica.
  3. Opta por uma atividade relaxante.
    Criar uma rotina para abrandar com uma ou várias atividades de relaxamento pode ajudar-te a ter uma boa noite de sono. Ler, preferencialmente um livro ou uma revista em vez de olhar para um ecrã, pode ajudar a distrair o teu cérebro dos pensamentos ansiosos, afirma Martin. Escrever um diário e focares-te nos pontos altos do dia e nas coisas pelas quais sentes gratidão pode ajudar a substituir os pensamentos confusos por pensamentos otimistas, acrescenta. A meditação, se for natural para ti, pode ajudar-te a fazer a transição para o modo de descansar e digerir. Também podes tentar ouvir música relaxante. Tal como a meditação, pode ajudar-te a transitar do modo de lutar ou fugir para o modo de dormir, pois permite baixar os níveis de cortisol e libertar dopamina. Estudos sugerem que, se ouvires música todas as noites, conseguirás dormir melhor.

No fim de contas, o sono e o stress estão interligados. Não é possível progredir num sem te concentrares em ambos.

Texto: Ronnie Howard
Ilustração: Sophi Gullbrants

VÊ O QUE TE ESPERA

Precisas de mais ajuda para baixares os teus níveis de cortisol? Faz do desporto um hábito com o programa "Movimenta-te melhor todos os dias" com a Nike Training Club App. Depois, usa o teu cérebro bem repousado para absorveres mais conhecimento sobre sono numa biblioteca de artigos apoiados por especialistas em nike.com.

Histórias relacionadas

O efeito placebo funciona — Fica a saber porquê

Orientação

Tira partido do poder do efeito placebo

Seis hábitos da mentalidade de atleta

Orientação

Melhora o teu jogo mental para dizeres adeus às inseguranças

Como melhorares o teu cuidado pessoal

Orientação

Soluções de cuidado pessoal para todas as situações

Formas simples de parar de comer movido pelas emoções

Orientação

O que é comer emocionalmente e como parar de o fazer?

Porquê e como abraçar a incerteza, de acordo com especialistas em psicologia

Orientação

Utiliza a incerteza a teu favor