Orientação

Ajuda as crianças a apaixonarem-se pela atividade física

Da Nike Training

Ajuda os miúdos a apaixonarem-se pelo exercício

Eis três formas de preparares as crianças para manterem a atividade física ao longo de toda a vida.

Adoras treinar e queres que os teus filhos também adorem. Garantindo às crianças o incentivo, a inspiração e as instruções de que precisam, podes ajudá-las a desenvolverem o hábito de praticar atividade física ao longo de toda a vida. Eis três abordagens para ajudar a colocá-las no rumo certo.

Se as crianças já costumam praticar algum tipo de atividade juntas, seja jogar futebol no jardim ou fazer os treinos ligeiros da nossa Fitness Adventure com o programa Brian & Bella Nunez, estás em vantagem. A tecnologia (televisão, computadores, tablets) tende a manter as crianças agarradas ao sofá, por isso, qualquer tipo de atividade física que façam é uma vitória para ti.

É possível que tu e as crianças estejam a passar bons momentos com estas atividades, mas se pretendes que a atividade física se torne um hábito para a vida, nunca é cedo de mais para pensar de forma mais abrangente e a longo prazo. "As experiências pelas quais passas durante a infância podem fazer com que adores ou odeies praticar exercício físico, possivelmente para sempre", afirma o Nike Master Trainer Brian Nunez. "Enquanto pai ou mãe, o teu objetivo é criar o maior número possível de experiências positivas para as crianças enquanto são pequenas, antes das aulas de educação física, do desporto, das competições e da vida em geral se tornarem mais sérios."

Disfarçar o exercício como uma forma de brincadeira é uma das formas de o fazer, mas talvez precises de ir um pouco mais além para que desenvolvam uma relação saudável e duradoura com a atividade física. Eis como fazer.

Ajuda os miúdos a apaixonarem-se pelo exercício

01. Lidera pelo exemplo.

As crianças podem nem sempre demonstrar que te estão a ouvir, mas estão. "Sempre que falas sobre atividade física, mesmo que seja sobre o teu próprio treino, é uma oportunidade de as crianças se sentirem entusiasmadas ou atraídas pelo exercício físico", afirma Diana Cutaia, fundadora da Coaching Peace Consulting, que trabalha com a equipa Social and Community Impact da Nike.

Sempre que te estiveres a equipar para ir para o treino ou quando regressares, utiliza uma linguagem que apresente a atividade física como algo positivo, afirma Cutaia. Por exemplo, em vez de dizeres frases como, "Hoje a mãe tem de ir treinar" ou "O pai está cansado da corrida", experimenta dizer antes "Hoje a mãe está ansiosa para ir treinar" ou "O pai hoje trabalhou muito os músculos. É forte, não é?" Quanto mais as crianças te virem a praticar exercício e sentirem que é algo de que gostas, maior será a tendência delas para associarem a atividade física a algo positivo, concorda Nunez.

02. Prepara-as para o sucesso.

Embora com boas intenções, por vezes, os pais esforçam-se demasiado em motivar as crianças a manterem-se no ativo, em vez de lhes mostrarem como o fazer, afirma Cutaia. "É óbvio que as deves incentivar durante uma atividade, mas primeiro tens de as ensinar para que possam, efetivamente, fazer aquilo que lhes estás a pedir", afirma. Sem essa sensação de competência, arriscas-te a que se sintam frustradas e, possivelmente, desistam.

As tuas palavras de incentivo terão muito mais impacto quando as crianças se sentirem suficientemente confiantes para efetivamente as escutarem.

Da próxima vez que as estiveres a orientar num jogo ativo ou treino, reserva alguns minutos para explicar e demonstrar aquilo que pretendes que façam, afirma Cutaia. Podes até pedir que te imitem ou que imitem um animal que consigam imaginar na posição ou movimento que estás a descrever, afirma Nunez. Seja de que forma for, certifica-te de que compreendem o exercício o melhor possível antes de entrares em modo de motivação. As tuas palavras de incentivo terão muito mais impacto quando as crianças se sentirem suficientemente confiantes para efetivamente as escutarem.

Ajuda os miúdos a apaixonarem-se pelo exercício

03. Recompensa o processo, não o resultado.

Possivelmente, neste momento já terás compreendido que concentrares-te no progresso e não na perfeição, bem como celebrar as pequenas vitórias no teu próprio treino, é o que te motiva a continuar. As crianças não são diferentes no que se refere à atividade. Elas querem a estrela dourada, mas Cutaia diz que depende de ti oferecê-la no momento mais eficaz: quando se estão a esforçar.

Faz afirmações como, "Vejo que tens melhorado muito nas flexões. É um exercício difícil, mas tu és forte."

Digamos que a criança está com dificuldades numa variação de flexões. Em vez de deixares que decida que não consegue fazer o exercício, pede-lhe para descer o corpo até ao chão e depois parar. Podes dizer, "Vês, fizeste metade de uma flexão!” Da próxima vez, pede-lhe para tentar a segunda parte e depois, eventualmente, o exercício completo e elogia as suas melhorias durante o processo, afirma Cutaia. Podes até começar a elaborar um registo da evolução, no qual registam todas as semanas as suas conquistas. "É muito importante reconhecer a energia que aplicam e fazer com que se sintam bem com isso", explica. Faz afirmações como, "Sinto muito orgulho por teres vindo hoje" ou "Vejo que tens melhorado muito nas flexões. É um exercício difícil, mas tu és forte."

No fundo, o que fez com que te apaixonasses pelo exercício físico irá ajudar as crianças a sentirem o mesmo. Garante-lhes as ferramentas certas, a inspiração, as instruções e o reconhecimento e, assim, será muito mais provável que também se apaixonem.

Digamos que a criança está com dificuldades numa variação de flexões. Em vez de deixares que decida que não consegue fazer o exercício, pede-lhe para descer o corpo até ao chão e depois parar. Podes dizer, "Vês, fizeste metade de uma flexão!” Da próxima vez, pede-lhe para tentar a segunda parte e depois, eventualmente, o exercício completo e elogia as suas melhorias durante o processo, afirma Cutaia. Podes até começar a elaborar um registo da evolução, no qual registam todas as semanas as suas conquistas. "É muito importante reconhecer a energia que aplicam e fazer com que se sintam bem com isso", explica. Faz afirmações como, "Sinto muito orgulho por teres vindo hoje" ou "Vejo que tens melhorado muito nas flexões. É um exercício difícil, mas tu és forte."

No fundo, o que fez com que te apaixonasses pelo exercício físico irá ajudar as crianças a sentirem o mesmo. Garante-lhes as ferramentas certas, a inspiração, as instruções e o reconhecimento e, assim, será muito mais provável que também se apaixonem.

Ajuda os miúdos a apaixonarem-se pelo exercício

Junta-te à Nike Training Club

Acede aos nossos especialistas e treinadores de classe mundial que vão ajudar a que te mantenhas no ativo.

Ajuda os miúdos a apaixonarem-se pelo exercício

Junta-te à Nike Training Club

Acede aos nossos especialistas e treinadores de classe mundial que vão ajudar a que te mantenhas no ativo.

Histórias relacionadas

Muito boa para ai a salada de batata doce

Orientação

Comida aliada a funcionalidade – Salada de batata-doce

Como e porquê fazer supino

Orientação

Como e porquê fazer supino

Como e porquê fazer fundos de tríceps

Orientação

Como e porquê fazer fundos de tríceps

Como alimentar as crianças de forma saudável

Orientação

Como alimentar as crianças de forma saudável

Força super-humana

Orientação

Força super-humana