Orientação

Seis razões para não correr (e porque é que a maioria é mentira)

Esquece os obstáculos mentais e aperta os cordões com soluções do Global Head Coach da Nike Running, Chris Bennett.

Última atualização: January 7, 2021
Guia para as desculpas dos corredores e como vencê-las

Ontem, disseste que ias correr amanhã. Mas o amanhã transformou-se em hoje e está um calor abrasador lá fora. Além disso, estás cansado de trabalhar até tarde. E não tens calções limpos. É-te familiar? Não estás só: um inquérito recente revelou que os americanos fazem uma média de seis desculpas por dia, ou mais de 2000 por ano, e as que justificam o porquê de não poder fazer exercício estão no topo da lista. É como se cada corredor tivesse um diabo num ombro e um diabo no outro.

Enquanto Global Head Coach da Nike Running, Chris Bennett ouviu todas as desculpas imagináveis. Aqui, partilha as seis principais desculpas que já ouviu as pessoas utilizar para evitar correr, bem como as suas soluções simples para te pôr em movimento.

Desculpa n.º 1: "Correr é cansativo." Solução: Para antes de quereres parar.

"A razão principal pela qual as pessoas pensam que não gostam de correr é porque estão a correr demasiado", afirma Bennett. "Quero que a tua corrida pareça fácil, o que não tem nada a ver com os números no teu relógio. Quando digo 'fácil', refiro-me ao esforço. Isso significa que deves parar antes de precisar de parar, talvez mesmo antes de querer parar. Há algum momento em que sentes que poderias correr para sempre? Para imediatamente. É assim que deixamos de temer a próxima corrida e passamos a ansiar por ela. Quero que te aborreças com o facto de teres de parar tão cedo! Se te fizer sentir melhor, podes culpar-me por isso."

Desculpa n.º 2: "Não sei como correr corretamente." Solução: Aprende que não existe tal coisa.

"A forma como corres é a forma como corres, OK?", afirma Bennett. "Não há uma passada perfeita. Não há uma forma perfeita. Se vires uma filmagem da Paula Radcliffe, com a cabeça a abanar, os ombros para cima e os braços… com certeza, pensas: 'Alguém precisa de ensiná-la a correr'. Ainda bem que ninguém o fez. Ela manteve o recorde da maratona feminina durante 16 anos. Por isso, em vez de tentares seguir um manual, tenta melhorar a tua forma natural de maneira subtil. Relaxa as áreas que notares que estão tensas. Reduz a tua passada quando sentires que estás a exagerar."

Desculpa n.º 3: "Não tenho tempo suficiente para o aquecimento." Solução: Faz do aquecimento parte da corrida.

"Vou dar-te duas formas de resolver este problema", diz Bennett. "Em primeiro lugar, um aquecimento consiste apenas em preparação mental e em recriar as ações de uma corrida real. Por isso, uma opção consiste em começar apenas a corrida mais lentamente e utilizar os primeiros cinco a dez minutos como aquecimento dinâmico. Em segundo lugar, podes simplesmente encurtar os alongamentos e a corrida, porque não há tempo ou distância mínimos. De qualquer forma, fizeste o teu aquecimento e a tua corrida, por isso não tens nada a reclamar."

Guia para as desculpas dos corredores e como vencê-las

Desculpa n.º 4: "Já viste o tempo?" Solução: Planeia com antecedência.

"Bem, pode estar mesmo muito calor ou frio", diz Bennett. "Condições extremas podem ser perigosas, por isso, por vezes, não vale a pena correr. Mas vamos supor que é apenas desconfortável. Existem formas de planear com antecedência. Em primeiro lugar, ajustas o teu vestuário para se adaptar ao ambiente. Em segundo lugar, ajustas a hora do dia em que corres. Em terceiro, ajustas a intensidade da corrida em si. Podes não conseguir a corrida que desejas, mas ainda podes fazer a corrida de que precisas."

Desculpa n.º 5: "Não tenho o tipo de corpo certo para correr." Solução: Ultrapassa isso.

"Por favor, diz-me qual é o corpo 'certo'", afirma Bennett. "Também há um sotaque certo? Um penteado certo? Mesmo na linha de partida de uma maratona, temos todo o tipo de pessoas diferentes. Quando dizes que não tens o corpo certo, podes querer dizer: 'Eu decidi que não consigo fazer isto'. Ou talvez, há muito tempo, alguém olhou para ti e decidiu por ti. Então, como se desaprende isso? Redefines em que consiste uma corrida. Não consegues correr 5 km? Ninguém te pediu isso. Eu só quero que corras daqui até ao final do quarteirão. Um corredor é alguém que corre. Consegues fazer isso? És um corredor."

Desculpa n.º 6: "Custa-me correr por causa do meu [inserir parte do corpo com dores]." Solução: Treina para fortalecer.

"Sempre que mencionas dor, é provável que tenhas uma lesão", explica Bennett. "Portanto, a resposta a curto prazo é, sim, se calhar não devias estar a correr por enquanto. Mas não te deves sentir mal por isso. Encara as coisas desta forma: tornaste-te tão bom corredor que precisas de te tornar num atleta versátil para continuar a correr. Parabéns! Tens de ver por que motivos as lesões estão a acontecer. Estás a fortalecer os flexores das ancas? Estás a fortalecer a zona abdominal e os músculos que estabilizam os joelhos, como os quadríceps? Nunca exige demasiado, talvez fazer uma prancha, uns lunges invertidos, e pode fazer uma grande diferença para te manter saudável."

Supera qualquer um destes obstáculos e poderás perceber que persistir, mesmo quando não queres, faz parte da beleza de correr.

"Às vezes, correr vai ser péssimo", diz Bennett. "Talvez estejas a sentir stress porque discutiste com a tua mãe. Talvez tenhas dormido mal. Mas se terminares a corrida, mesmo que seja só até ao final do quarteirão, terás o direito de dizer: 'Eu fiz isso. Eu corri isso tudo. Aprendi algo sobre mim próprio'. A possibilidade de sentir isso novamente é o que te faz voltar. Por vezes, precisas dessa esperança quando te deitas à noite. É uma vitória que a corrida te oferece."

Por isso, da próxima vez que estiveres a ponderar ir correr, imagina o treinador Bennett num ou em ambos os teus ombros e deixa essa desculpa para trás.

Guia para as desculpas dos corredores e como vencê-las

Mais do treinador Bennett

Precisas de mais inspiração para te manteres no rumo certo? Não percas a entrevista recente do treinador Bennett no "Trained", um podcast da Nike que explora as novidades do fitness holístico. Nesse episódio, são dados conselhos sobre corridas em tempos de distanciamento físico e sobre o que fazer quando realmente não podes correr.

Histórias relacionadas

Como posso tornar-me mais veloz?

Orientação

Aumenta o teu ritmo sem te esforçares ao máximo

Como é que os ultramaratonistas conseguem correr tanto?

Orientação

Treina o teu cérebro para continuares a trabalhar

Devo fazer uma pausa durante o treino?

Orientação

Faz uma pausa durante o treino

Como abordar uma corrida virtual

Orientação

Domina mentalmente a tua corrida virtual

Fortalece o coração e corre para teres uma vida mais longa

Orientação

Corre pela tua saúde