Prolongámos o nosso período de devolução para 60 dias. Saber mais

Descobrir o teu caminho com a Adwoa Aboah

A Adwoa Aboah (@adwoaaboah) é uma modelo britânica e fundadora da Gurls Talk, uma comunidade online para jovens mulheres que discute questões cruciais como a educação, a saúde mental, a sexualidade e o cuidado pessoal. Contactámos a Adwoa para explorar a sua viagem de autodescoberta, as suas ideias sobre o estilo pessoal e os prós e contras da nossa cultura online, cada vez mais complexa.

Dá-se tanta importância ao sucesso comparativamente ao fracasso, mas o que é que o fracasso te ensinou que nunca aprenderias com o sucesso?

Em muitos aspetos, o fracasso só fortaleceu a minha resiliência, porque tive de lidar com o fracasso e a rejeição e superá-los. Mostrou-me o que é a perseverança e a sua importância. Aprendi a parar e abraçar os fracassos porque, em muitos aspetos, estes levaram-me a alcançar aquilo que quero.

Que conselho darias a alguém que se sente inseguro em expressar-se verdadeiramente perante o mundo?

Incentivaria qualquer pessoa que se sinta insegura em expressar-se a demorar o tempo que precisar e a ser gentil consigo mesma. É algo que apenas deves fazer quando te sentires preparado. Não deve haver pressão associada a isso. Quando estiveres pronto, mostra ao mundo quem és. Até lá, vai pensando no que isso implica.

Finding Your Way with Adwoa Aboah

De que forma achas que as plataformas online podem ter uma influência positiva no bem-estar mental? E, por outro lado, de que forma as plataformas online podem ser prejudiciais?

O aspeto positivo das plataformas online é que têm a capacidade de nos mostrar diferentes comunidades das quais poderemos querer fazer parte, como a minha organização, a Gurls Talk. És sempre colocado em grupos, seja na escola ou no local onde és criado, principalmente durante a adolescência, e as plataformas online mostram-te o que existe lá fora à tua espera.

Por outro lado, acho que as plataformas online podem ser bastante prejudiciais quando vês continuamente a vida das outras pessoas e o que elas têm, e quem são, quando estás a tentar descobrir isso para ti mesmo. O esmagador sentido de comparação é muito prejudicial para alguém que está a crescer. Podes começar a olhar para os outros e a sentir que tens de igualar os seus esforços. O importante é navegar na Internet com cuidado e com intenção, para não caíres nesse lado negativo.

Finding Your Way with Adwoa Aboah

Enquanto líder criativa e ativista, como encontras um equilíbrio entre seres fiel a ti mesma e, simultaneamente, servires de modelo a seguir para a próxima geração?

Acho que não conseguiria definir-me como um modelo a seguir se não fosse fiel a mim mesma e autêntica. Acho que essa é a espinha dorsal de ser um modelo a seguir. Não existe um equilíbrio. É simplesmente o que tens de fazer se decidires assumir essa responsabilidade, porque a influência que podes ter sobre as pessoas é um reflexo do quanto te manténs fiel a ti mesmo.

A autoconfiança e o amor-próprio são muito pessoais, mas a comunidade pode desempenhar um papel importante em ambos. Em que medida encontraste comunidade de formas inesperadas?

A comunidade implica um sentido de honestidade e verdade, e a importância de contar histórias. Nessas histórias, podemos rever-nos. Podemos ver como as pessoas lutaram e perseveraram nos momentos difíceis, e isso é inspirador e mostra-te as possibilidades da tua própria realidade. Vês e ouves pessoas que não tinham autoconfiança nem amor-próprio, mas que conseguem ultrapassar as dificuldades, e percebes que também podes fazer o mesmo.

Quando tens apoio, esse apoio incentiva-te a seres fiel a ti mesmo e faz com que não te sintas só. Especificamente ao longo do meu percurso relativo à saúde mental, sempre me senti isolada. Para mim é fascinante, e inesperado, que ao partilhar a minha história tenha sido recebida numa enorme comunidade que se sentia da mesma forma que eu me sentia e continuo a sentir.

Finding Your Way with Adwoa Aboah

De onde vem a coragem? Como encontraste a coragem para seres quem és atualmente?

A coragem advém de seres suficientemente curioso para olhares para ti próprio e aprenderes contigo mesmo. Encontrei coragem para estar onde estou porque sei do que sou capaz e não me quero desiludir a mim mesma. Apesar de ser bastante assustador fazer tudo isso, vejo continuamente os aspetos positivos de enfrentar as coisas em vez de fugir delas. Acho que a coragem advém também das pessoas que te rodeiam. Advém de ouvir diferentes perspetivas e histórias. A coragem advém de saberes que nunca mais queres passar por aquela situação e que vais fazer de tudo para garantires que aquilo nunca mais acontece.

Qual é o primeiro passo para te comprometeres a amar quem és?

O primeiro passo é seres gentil contigo mesmo. Muitas vezes nunca diríamos a outra pessoa aquilo que dizemos a nós mesmos, por isso deves ser gentil.

O que é que o estilo pessoal pode comunicar que uma pessoa pode não conseguir dizer diretamente?

O estilo e a forma de vestir são uma afirmação bastante forte. Tenho um enorme respeito por qualquer pessoa que veste roupa simplesmente porque quer e não porque toda a gente veste. Existem tantas pessoas neste planeta. Acho que te dá a oportunidade de te destacares e ser um indivíduo.

Finding Your Way with Adwoa Aboah

O que é que o teu sentido de estilo pessoal diz ao mundo?

O meu sentido de estilo depende muito do meu estado de espírito. Pode dizer muita coisa, dependendo do meu nível de confiança na altura. O meu estilo pessoal está sempre a mudar, mas sem dúvida que posso afirmar que não é influenciado pelos outros, mas sim por mim mesma e pelo que se passa na minha vida no momento.

O estilo é uma arte ou uma atitude?

O estilo é, sem dúvida, uma atitude. Vês continuamente estilos que podes não adotar, mas a pessoa representa esse estilo. É isso que te atrai: a atitude que está associada. Quando queres vestir todos esses looks diferentes, é por causa da pessoa que veste essas roupas. É definitivamente uma atitude.

Finding Your Way with Adwoa Aboah