Orientação e nutrição

Ganha mais garra com diálogo interno

Da Nike Training

Reestrutura o teu diálogo interno

Como te podes tornar o teu maior aliado.

Não, não és só tu: todas as pessoas praticam diálogo interno, que é o que dizes sobre ti próprio na tua cabeça. É fundamental aperfeiçoar o que essa pequena voz diz, porque "o diálogo interno correto pode desenvolver a tua confiança, enquanto um diálogo interno errado a pode arrasar", afirma Angela Duckworth, professora da Universidade da Pensilvânia e autora de "Grit: The Power and Passion of Perseverance". Fica a saber como trabalhar a forma como praticas o diálogo interno pode aumentar a tua garra e ajudar-te a enfrentar com mais força qualquer desafio.

"Tanto os atletas de alto como de baixo desempenho praticam diálogo interno, a diferença é o que dizem no mesmo."

Angela Duckworth

"Imagina se depois de um jogo mesmo mau ou de um desempenho fraco, o teu diálogo interno for todo negativo, levando-te a entrar numa espiral de vergonha, crítica e autocomiseração", afirma. O mesmo se aplica quando foges da linha de alguma forma como, por exemplo, falhando um treino ou comendo algo de que te arrependes. Se dizes a ti próprio que és o pior e nunca vais ter sucesso, não terás grande motivação para voltares a entrar no rumo certo. O diálogo interno negativo faz com que te sintas tão mal contigo próprio que não queiras tentar novamente, o que acaba por te afastar ainda mais dos teus objetivos.

Na sua investigação, Duckworth descobriu uma estratégia com duas fases para um diálogo interno positivo que volta a colocar-te no rumo certo. A primeira parte é a aceitação consciente: sem julgamentos, nem culpas, apenas aceitação da imperfeição, dizendo, por exemplo: "adormeci quando devia fazer o treino de ontem". A segunda parte é a autocompaixão. Para este passo, "pensa no que a tua mãe, o teu melhor amigo ou qualquer pessoa que gosta de ti diria sobre esse percalço", aconselha Duckworth. O seu discurso seria "solidário, carinhoso, positivo e compreensivo", ainda que sem te deixar para trás. Deve também incluir um incitamento de "o que podes aprender com a situação e como podes planear para fazer melhor da próxima vez." Em seguida, tenta dizê-lo a ti próprio. Na prática, pode ser algo como: "Estou desiludido, falhei o treino de ontem, mas foi só uma vez e tenho conseguido progredir em direção aos meus objetivos. Amanhã vou programar o despertador 10 minutos mais cedo. Assim, mesmo que carregue no botão de snooze uma vez, ainda tenho tempo para o treino." Isto é uma pessoa com garra que recupera e retoma rapidamente o rumo.

Reestrutura o teu diálogo interno

Mesmo atletas profissionais como a corredora de longa distância Shalane Flanagan, que venceu, em 2017, a maratona da cidade de Nova Iorque e conquistou a medalha de prata nos Jogos Olímpicos de 2008, por vezes caem numa espiral de diálogo interno negativo. Durante corridas de treino penosas, quando se sente cansada e com o corpo dorido, a Flanagan ouve por vezes o seu diálogo interno a desviar para o negativo: "Não sou suficientemente boa, não tenho talento suficiente, não me estou a esforçar o suficiente", admite. No entanto, como tem consciência do seu diálogo interno, os sinais de alerta são ativados e ela toma uma decisão consciente de transformar o discurso na sua cabeça.

"Vejo a minha mente como um músculo em treino."

Shalane Flanagan

"Não é algo natural para mim, mas é nestas alturas que decido ser otimista", explica. "Digo a mim própria: «Shalane, é neste momento que te vais esforçar mais e superar a dor do treino.» O que separa o trigo do joio, mesmo nos atletas de elite, é a sua mentalidade e a psicologia da forma como lidam com a adversidade. Vejo a minha mente como um músculo em treino."

Mudar o teu discurso interno não é algo que se faz da noite para o dia. É um trabalho em desenvolvimento que se torna um pouco mais rápido e mais natural à medida que o praticas. Rapidamente, vais tirar partido do poder do motivador que há em ti e compreender de que forma isso te ajuda a enfrentar qualquer desafio.

Desafiamos-te a melhorar o teu discurso interior de forma a ajudar-te a dares o teu melhor. Considera também esta pequena alteração para contribuíres com um lema positivo para o teu próximo treino.

Faz disto um hábito: a parte mais difícil de um treino é precisamente marcar presença. Assim, imediatamente antes de iniciares o teu treino na NTC, tenta pronunciar em voz alta um lema positivo do teu diálogo interior, como: "Já fiz a parte mais difícil." Em seguida, cumprimenta-te mentalmente por te motivares e acreditares em ti. Quando as coisas ficarem mais difíceis durante o treino, recupera o lema: "Já fiz a parte mais difícil." Isto pode ajudar a reforçar a tua confiança, a dar-te força no momento e ajudar-te a terminar em grande.

Reestrutura o teu diálogo interno

Junta-te à Nike Training Club

Acede aos nossos especialistas e aos nossos treinadores de classe mundial que ajudarão a que te mantenhas ativo(a) e saudável.

Reestrutura o teu diálogo interno

Junta-te à Nike Training Club

Acede aos nossos especialistas e aos nossos treinadores de classe mundial que ajudarão a que te mantenhas ativo(a) e saudável.

Histórias relacionadas

Como alimentar as crianças de forma saudável

Orientação

Como alimentar as crianças de forma saudável

Força super-humana

Orientação

Força super-humana

Jogo da estátua em família

Orientação

Jogo da estátua em família

Ajuda os miúdos a apaixonarem-se pelo exercício

Orientação

Ajuda as crianças a apaixonarem-se pela atividade física

Strength Remix: edição para a família

Orientação

Strength Remix: edição para a família