Avançar para o conteúdo. (Prime Enter)

Prolongámos o nosso período de devolução para 60 dias. Saber mais

Sê o seu primeiro treinador

Puberdade, menstruação e desporto

Desportos, raparigas e puberdade

Puberdade e raparigas no desporto

Puberdade, menstruação e desporto

Sejamos honestos, a puberdade é bastante confusa. Mesmo sendo uma parte normal do crescimento, é um tempo de mudança emocional e física que pode deixar muitos adolescentes a sentirem-se vulneráveis e inseguros. Sobretudo, as raparigas jovens. Estabelecemos uma parceria com a Women in Sport, uma instituição de caridade do Reino Unido dedicada a dar a cada mulher e rapariga a oportunidade de experimentar o desporto. Esta instituição acredita que a puberdade é um momento crítico para moldar a perceção que as adolescentes têm do exercício físico como algo divertido, gratificante e saudável. Fundada em 1984, e com uma extensa investigação na área, a Women in Sport demonstrou inúmeras vezes que "as raparigas estão a perder os benefícios do desporto ao longo da vida". A nossa missão é mudar isto. Juntos.


A puberdade e a menstruação não devem ser a razão pela qual as raparigas carecem de uma vida ativa, mas com tudo o que acontece – desde a menstruação e o desenvolvimento do peito a odores corporais e crescimento do pelo – a puberdade pode ser muito intensa. Tudo isto pode afetar a autoestima, a motivação e até o prazer que as raparigas retiram do desporto.

A investigação realizada pela Women in Sport demonstra exatamente isto. Dos 2,1 milhões de raparigas entre os 11 e os 16 anos no Reino Unido(1), uma grande maioria está a perder os benefícios do desporto. 34% das raparigas disseram que não participam nas aulas de educação física porque não gostam que olhem para elas, enquanto 35% não participam por falta de confiança.(2) A boa notícia: a mudança está em curso. Continua a ler para descobrires formas de ajudar a nossa geração de raparigas jovens.

A Made to Play da Nike incentiva as raparigas a assumirem a liderança no desporto. Com o objetivo de capacitar as crianças a todos os níveis, os seus programas desportivos oferecem oportunidades para praticar exercício físico a 17 milhões de crianças, para que possam ter uma vida mais saudável, mais feliz e mais bem-sucedida.

Na escola, o suor, os pelos corporais e o medo de fugas, bem como o sentimento de falta de capacidades podem levar a provocações por parte de outros estudantes. E é esta ansiedade em relação às críticas e à concorrência que pode afetar profundamente a autoestima das jovens e ter um impacto negativo na sua capacidade de serem ativas.

A Women in Sport destaca que as raparigas têm muito menos probabilidades de participar em desportos de equipa, sendo que 48% das raparigas com idade entre os 13 e os 16 anos participa em desportos de equipa pelo menos uma vez por semana, em comparação com 68% dos rapazes.(3) De facto, mais raparigas desistem do desporto e do exercício durante a adolescência do que em qualquer outra altura. Das raparigas com idades entre os 12 e os 14 anos, 42% disseram que evitavam o exercício quando tinham a menstruação.(4) É este tipo de comportamento que define hábitos difíceis de reverter posteriormente

Desportos, raparigas e puberdade

A vantagem do desporto para raparigas jovens

Não há dúvida de que o desporto empodera as raparigas. Melhor ainda, um estilo de vida ativo pode moldar de forma positiva e poderosa a forma como as raparigas passam para a idade adulta. A investigação da Women in Sport sugere que se as raparigas começarem a praticar exercício físico em idade jovem, é menos provável que desistam mais tarde. Esta é uma das muitas razões pelas quais devemos incentivar as jovens a manterem-se ativas mesmo quando têm a menstruação.

"O exercício físico é uma ótima forma de reduzir os sintomas e ajudar as raparigas a sentirem-se melhor", afirma a Georgie Bruinvels, doutorada e cientista na área do desporto. É tudo graças à libertação de endorfinas, que "podem estimular o humor e ajudar no relaxamento". Praticar desporto em conjunto é uma ótima maneira de incentivar as crianças naqueles primeiros anos do desporto. Para obteres inspiração sobre como começar, podes consultar a Nike Run App e escolher entre corridas orientadas e dicas de treino adequadas para todos os níveis. Depois de escolheres o teu treino favorito, por que não torná-lo numa atividade familiar que fazem em conjunto?

O desporto e o movimento também são excelentes para a mente. Não importa a idade ou os interesses, a atividade física mostra aos adolescentes aquilo que as suas mentes e os seus corpos são capazes de fazer. O desporto cria amizades e memórias de que as raparigas se podem orgulhar. Ensina-lhes como manter a calma sob pressão e a gerir o stress; como serem graciosas na derrota e humildes na vitória. Tudo traços inestimáveis para o seu sucesso futuro.

Da disciplina e do foco à capacidade de trabalhar em equipa, é uma mentalidade saudável que facilita a transição dos dias de escola para a vida profissional. Positivo para os níveis de energia, o exercício físico também ajuda a limpar a mente e a melhorar o sono e o humor. A investigação da Women in Sport demonstrou que 42% das mulheres que trabalham concordaram que ser ativas as ajuda a manterem-se calmas durante os períodos de trabalho stressantes.(5)

Os modelos positivos e os treinadores podem ajudar a tornar o jogo e o desporto mais acessíveis e disponíveis para as raparigas. Motivar, capacitar e inspirar as raparigas pode ajudar a aumentar a sua confiança – dentro e fora do campo – e aumentar as suas hipóteses de se manterem ativas e de verem grandes benefícios mais tarde na vida.

Torna o desporto mais divertido para as raparigas agora e no futuro, ao consultares o nosso Guia para orientação de raparigas "Made to Play". Faz parte do compromisso Made to Play da Nike de fazer com que as crianças se movam para que possam ser mais saudáveis, felizes e bem-sucedidas

Desportos, raparigas e puberdade

O que os pais podem fazer para ajudar

Os pais podem ajudar a garantir que as suas filhas têm a oportunidade de desfrutar do desporto e dos seus benefícios infindáveis, durante a puberdade e nas suas vidas adultas. Vejamos alguns passos simples que podem prepará-las para jogar e fazer exercício.

1. Iniciar conversas antecipadamente

Não tens de esperar até a tua filha iniciar a puberdade para falar sobre o assunto. A Georgie Bruinvels, doutorada e especialista em ciência desportiva feminina, diz: "Precisamos de quebrar os tabus em torno do período e mudar as atitudes das raparigas e dos rapazes em relação à menstruação". Quanto mais explorarem os factos da adolescência juntos – desde nomear partes do corpo às mudanças físicas como borbulhas e pelo, mais normalizados serão os períodos e a puberdade. Lembrar as raparigas de que não estão sozinhas e tentar falar sobre a tua própria experiência com a puberdade, pode ajudar a desenvolver a sua autoconfiança e confiança corporal, à medida que aceitam a sua nova aparência.

2. Treinar juntas

Os dados da Women in Sport revelam que uma mãe ativa tem maior probabilidade de criar uma filha ativa. Na verdade, as raparigas com mães fisicamente ativas têm o dobro da probabilidade de praticar desporto. Enquanto as crianças com dois pais envolvidos no fitness têm uma probabilidade quase seis vezes maior. Ao começar a praticar exercício físico cedo, e juntas, a tua filha pode ver-te a expressar a tua própria confiança corporal em cada momento do ciclo menstrual. Isto ajudará a normalizar os períodos e a acalmar as ansiedades associadas aos primeiros anos da puberdade. Para começar, por que não juntarem-se para um divertido treino na Nike Training Club App? Uma forma de atingir metas e criar memórias, desta vez juntas, também pode destacar quaisquer problemas que a tua filha esteja a enfrentar. Por que não dar uma oportunidade à nossa coleção de treinos para toda a família? Tem algo para todos, independentemente da experiência ou do nível.

3. Eliminar a competição

Numa altura em que as raparigas adolescentes sentem pressão para terem um determinado aspeto e serem as melhores, as oportunidades divertidas podem tornar o desporto mais divertido. Da escalada com amigos a uma corrida na praia, uma nova perspetiva sobre a atividade física pode minimizar a sensação de competição que as jovens sentem. Praticar desporto em conjunto é uma ótima maneira de ajudar as crianças nos primeiros anos de fitness. Para obteres inspiração sobre como começar, podes consultar a Nike Run App para escolher entre corridas orientadas e dicas de treino adequadas para todos os níveis. Depois de escolheres o teu treino favorito, por que não torná-lo uma atividade familiar que fazem em conjunto? Lembra-te de que não existe uma forma correta de ser ativo. Se aumentar o ritmo cardíaco, é bom.

4. Compreender que praticar desporto diminui os sintomas do período

Enquanto o período e os sintomas da síndrome de tensão pré-menstrual (TPM) são razões comuns que levam as raparigas a não praticar desporto, a verdade é que a atividade física pode, na verdade, ajudar com as dores. Tudo graças às endorfinas, hormonas que ajudam com o humor e atuam como um alívio natural da dor."

Não há razão para que as raparigas não pratiquem exercício quando estão com o período. Na verdade, pode ajudá-las a sentirem-se muito melhor, apenas precisam da educação e do incentivo certos para o fazer", acrescenta a Georgie Bruinvels, doutorada e cientista na área do desporto.

5. Preparar as raparigas para as aulas de educação física

Praticar desporto quando estão com o período é uma grande causa de ansiedade para as raparigas. A Women in Sport recomenda ajudar as raparigas a planear previamente. Ter estratégias para gerir melhor a participação no desporto e no exercício físico pode ajudar as raparigas a sentirem-se mais confiantes e aumentar a probabilidade de participarem.

A Women in Sport descobriu que 42% das raparigas com idades entre os 12 e os 14 anos disseram que evitavam praticar exercício quando estavam com o período(6), enquanto 36% das raparigas com idades entre os 13 e os 16 anos não estão a praticar a atividade diária recomendada de 60 minutos(7). Para ajudar com as suas preocupações, coloca pensos higiénicos e produtos de higiene no seu saco de ginásio, antecipadamente, e fala sobre a importância de mudar de penso higiénico imediatamente antes e após o exercício; pode fazer uma grande diferença na sua confiança. Outros essenciais incluem desodorizante e o vestuário certo, incluindo o sutiã de desporto e um par de calças extra adequados.

Embora o período e a puberdade possam ser um momento complicado para todos, compreender melhor o corpo pode ajudar muito. Para as mulheres, seguir seu ciclo menstrual permite-lhes não só sentir que controlam o seu corpo, como também a sua atividade física. Sugerir que as raparigas monitorizem as suas alterações hormonais pode melhorar o relacionamento que têm com o seu corpo e atividade física, enquanto as tranquiliza de que tudo o que estão a experienciar é normal.

Se quiseres saber mais sobre como os treinos podem ser adaptados às três fases do ciclo de uma mulher, consulta a coleção Nike Cycle Sync, disponível através da Nike Training Club App.

Este artigo foi escrito em colaboração com a Women in Sport. Queres saber mais? Esta organização dispõe de muita informação no respetivo website.

(1) A Women in Sport fez estimativas a partir do inquérito de Active Lives CYP, dados de Sport England de 2018-19
(2) Joint – WiS & YST 2017
(3) Inquérito Active Lives CYP
(4) A nossa investigação conjunta – WiS & YST 2017
(5) Principal investigação WiS
(6) Youth Sport Trust e Women in Sport, inquérito Girls Active de 2017
(7) Sport England Active Lives Children and Young people, inquérito de 2018