SNEAKRS

....
  • Ajuda
Jordan x Patta

A cultura da Patta e a mais recente colaboração.

Jordan x Patta

À medida que nos aproximamos do lançamento da colaboração entre a Jordan e a Patta, um franchise de moda urbana sediado em Amesterdão, tivemos a oportunidade de obter informações privilegiadas sobre a cultura que rodeia a loja e de que forma essa energia se relaciona com a linha de produtos numa conversa com dois funcionários da Patta, Bernard Lijte e Giano Codrington.

Jordan x Patta
Como começaram a trabalhar na Patta?

"Conheço a Patta desde muito cedo. Gostava de sapatilhas e de hip-hop. Essa cultura interessava-me. Lembro-me de ver um artista na televisão com uma camisola da Patta. Achei que a inscrição era fantástica, fui investigar e acabei por descobrir a loja. Quando era um pouco mais velho, candidatei-me a um estágio extracurricular e fui admitido."
Bernard
"No meu caso, o meu vizinho foi o culpado. Era um pouco mais velho do que eu e estava ligado à Patta. Levou-me à loja quando eu tinha 13 ou 14 anos. A partir daí, comecei a imergir na cultura. Tive a oportunidade de conhecer o pessoal, sobretudo Gee e Vinz, e disseram-me para falar com eles se precisasse de alguma coisa. Mais tarde, também precisei de um estágio curricular e... 1+1 é igual a 2, certo?"
Giano

Jordan x Patta
Como descreveriam a cultura da Patta a alguém que não a conhece?

"A palavra que nos define é «família». Não estamos ligados através de laços de sangue, mas sim de outras formas, como através da música ou da moda. É aí que residem os nossos laços. Tratamo-nos como irmãos e irmãs, tomamos conta uns dos outros, mas também conseguimos ser mais críticos quando é necessário. Mantemos laços fortes."
Bernard
"Sem dúvida. Concordo com o que o Bernard disse. Acrescento apenas que gostamos todos das mesmas coisas. Todos têm o seu próprio estilo e os seus próprios gostos. No entanto, de uma forma geral, somos pessoas semelhantes. Ouvimos música semelhante, interessamo-nos pelas mesmas coisas e falamos sobre as mesmas coisas."
Giano

Jordan x Patta
Como descreveriam a TEAM PATTA? É semelhante à família Patta?

"A Team Patta é literalmente o que o nome significa: somos uma equipa. Quando uma pessoa se junta à equipa, acaba por se juntar também à família. Mesmo que se vá embora, como estamos todos ligados em espírito, continua a fazer parte dela."
Bernard

Jordan x Patta
A Patta é a primeira marca europeia a colaborar com a Jordan a nível global. O que é que isto significa para vocês?

"É incrível! Lembro-me de quando descobri a Jordan. Tinha 14 ou 15 anos e apaixonei-me imediatamente. Fazer parte da primeira marca a inovar neste campo na Europa e ficar para a história é fantástico."
Bernard
"No meu caso, começou cedo. Quando tinha cerca de 7 anos, jogava basquetebol. Via os meus tios americanos a jogar e assistíamos a jogos de basquetebol juntos. Lembro-me de determinados momentos, da energia que transmitiam, do entusiamo quando o Michael Jordan jogava e quando usavam as sapatilhas. Colecionei todas essas memórias. Não preciso de pensar duas vezes, pois estamos a falar da Jordan. Tal como o Berni disse, é incrível fazer parte de uma marca que vai fazer história com algo que adoro desde criança, desde a altura em que comecei a usar sapatilhas da Jordan."
Giano

Jordan x Patta
Como descreveriam a cultura de Amesterdão? E de que forma a Patta a impulsiona?

"Na Patta, podemos usar algo que toda a gente usa de forma diferente. Também temos a capacidade de ver potencial onde ninguém vê. Coordenação de cores, formas de atar algo ou degradés. Em vez de aceitarmos a cultura e de nos movimentarmos em função dela, somos nós que a definimos. E fazemo-lo enquanto marca, mas todos contribuem para isso individualmente. Tal como o Bernie cria música, eu organizo festas. Todos têm a sua forma de dominar a cidade e respirar a cultura que nela desenvolvemos."
Giano
"Penso que o mais importante é sermos nós mesmos e mantermos a nossa essência. Dessa forma, as coisas acabam por acontecer. Ganhamos magnetismo. Estamos basicamente no comando."
Bernard
"Estamos abertos a tudo e aceitamos tudo. Tal como a Patta, toda a gente reinventa as coisas. Reinventamos a comida, reinventamos o vestuário e reinventamos a música. Tudo tem uma base. No entanto, em Amsterdão, todos experimentam um pouco de tudo."
Giano
"Eu e o Bernie somos realmente um exemplo de como pensar pela própria cabeça e lutar para ser melhor é o caminho certo para aceitarmos a nossa essência e crescermos numa empresa como a Patta. Na minha opinião, trabalharmos a nossa essência é muito importante para a cultura.
E sermos especiais à nossa maneira."
Giano