....
Nike Football
Get To Know Khadija ‘Bunny’ Shaw

Fica a conhecer

Khadija "Bunny" Shaw

A jamaicana Khadija Shaw, mais conhecida como Bunny, está prestes a destacar-se no torneio deste verão, em França. Com apenas 22 anos, a Bunny conta já com 27 internacionalizações e 32 golos pela sua seleção. A caminho de França, é a principal goleadora em todos os jogos de eliminatórias de qualquer federação e levou a sua equipa à primeira participação de sempre da nação caribenha num torneio feminino desta magnitude.

FACTOS RÁPIDOS

Idade: 22

Cidade: Spanish Town, Jamaica

Universidade: Universidade do Tennessee

Posição: avançada

Chuteiras: Mercurial Vapor

Atleta favorita: Serena Williams

Comida jamaicana favorita: frango ao estilo Jerk

Get To Know Khadija ‘Bunny’ Shaw

PERGUNTAS E RESPOSTAS

Como começaste a jogar futebol?

Na minha infância, via sempre os rapazes a jogar futebol na rua e tinha curiosidade em saber o que tornava este desporto tão especial. Um dia, pedi ao meu pai para me comprar uma bola sem a minha mãe saber e escondia-a sempre que ela estava por perto. Quando a minha mãe saía, ia lá para fora e jogava vezes sem conta com a bola. Um dia disse-lhe "Mãe, sabes que adoro este desporto e quero mesmo jogar". Ela lembrou-me que aqui [Jamaica] não há muitas oportunidades. E eu respondi "Mãe, nunca se sabe. Talvez eu consiga ser quem faz a diferença". Quando consegui uma bolsa universitária por jogar com a seleção jamaicana, ela soube que o que eu tinha dito era mesmo verdade.

Como é que o futebol evoluiu na Jamaica? Quando vais a casa, o que vês?

Na última ronda de qualificações, algumas crianças da comunidade estavam a assistir ao jogo, nomeadamente raparigas e rapazes jovens que querem mesmo jogar futebol e ver como é a modalidade a um dos níveis mais elevados. Depois de ganharmos o campeonato, fomos falar com eles. A felicidade estava estampada nas suas caras. Abraçaram-nos e disseram: "Estamos tão orgulhosos de vocês. Continuem a fazer o que têm feito, pois são uma inspiração para todos nós". Qualificarmo-nos para França foi um passo ainda maior para podermos ver o que pode acontecer no futuro da Jamaica em termos de futebol e desporto.

O que significa para ti a qualificação da Jamaica neste torneio?

Para mim, é um sonho tornado realidade. Abre os olhos não apenas da Jamaica, mas também das Caraíbas: porque se nós conseguimos, outros países também conseguem. A partir daqui só podemos melhorar, porque indo a este torneio ganhamos experiência e exposição. Perguntam-me o que senti quando nos qualificámos e nem tenho palavras. Ajoelhei-me e pensei "O que é isto? O que acabámos de fazer? Agora posso gabar-me e falar sobre isto todos os dias para o resto da minha vida!"

Sentes que o teu papel no desporto ajudou a diminuir os obstáculos das gerações futuras?

Tendo em conta o que passei no passado e onde estou agora, penso que as crianças mais jovens conseguem ver que passei por muito e mesmo assim consegui alcançar tudo o que alcancei. As pessoas podem falar e dizer o que lhes apetece, mas o importante é o que tu fazes. O que alcancei deveu-se a muito esforço, perseverança e sacrifício. Isso é uma das principais coisas que acredito que poderiam mudar no desporto feminino.

Get To Know Khadija ‘Bunny’ Shaw

PARA RECEBERES TODAS AS NOVIDADES DE FUTEBOL, TRANSFERE A NIKE APP

Neste verão, segue as tuas equipas e as tuas jogadoras favoritas com a Nike App, à medida que competem no palco mundial em França.